sábado, 6 de setembro de 2014

Sobre (não) estar com você

                             

Tudo que eu quero nesse momento caberia num beijo seu. Nossas bocas em sintonia, ora lentas ora apressadas ao se consumirem. Sua voz ressoando dentro do meu peito e seu ombro como minha morada. Suas mãos, pernas e pés em todos lugares possíveis do meu corpo, conhecendo-me pela última e primeira vez...

Eu imagino esta cena centenas de vezes, retrocedendo e adiantando partes, pausando naquela que foca o seu sorriso. E me sinto uma louca completa por guardá-lo tão dentro de mim, por fantasiar nossos encontros, por te amar. Nos vimos somente um dia, com uma profundidade atordoante, mas não sei se acontecerá de novo. Incertezas e mais incertezas me acompanham, trazendo também a tristeza na bagagem, dizendo que nunca te encontrarei. Que sonhar é a única coisa que me resta.

Apesar disso, apesar de pensar que é perda de tempo, eu o espero. Eu espero sua risada vibrante. Espero o franzir das suas sobrancelhas. Espero seu suspiro de alívio ao chegar em casa depois de um dia de trabalho. Espero as palavras que sairão dos seus lábios. Espero seu olhar concentrado ao ler. Espero estar com você. Não para sempre ou num período determinado de tempo, porém enquanto for certo, enquanto nos gostarmos.

Enquanto der a impressão de que fomos feitos do mesmo abraço.

4 comentários:

  1. Quando não estamos com quem gostaríamos, não podemos deixar de sonhar em estar! Belo e poético texto... "E me sinto uma louca completa por guardá-lo tão dentro de mim, por fantasiar nossos encontros, por te amar".

    Ótimo mês para você também!
    Bjs, Bia

    ResponderExcluir
  2. Lindo o texto!

    Beijos

    www.pimentasdeacucar.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Imagem e textos lindos!
    Muito legal seu blog.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  4. "enquanto der a impressão que fomos feitos do mesmo abraço..."

    aaaaah, seus textos.. ♥

    bjs, da Nat.
    www.blogmodelando.com

    ResponderExcluir