terça-feira, 25 de março de 2014

Sobre as palavras não ditas




Claro que não serei exagerada.
Não direi que sinto um tremor quando conversamos e que no mesmo minuto suas palavras me acalmam; não direi que a cada dez pensamentos que tenho nove são sobre você, nem que meu sorriso dá um clique ao vê-lo; não direi que os dias parecem desertos sem sua companhia ou que olho melancolicamente suas fotos; não direi que já chorei por não tê-lo, que te mando para o inferno mentalmente quando não me responde; não direi que meus sonhos românticos são sobre você, que o abraço e beijo na imaginação; não direi que tudo que escrevo reflete minha paixão, que te procuro nos rostos que passam na rua; não direi que sinto sua falta uma hora depois de nos falarmos ou que peço desculpas porque não quero perdê-lo; não direi que me angustia todas as suas ideias realistas sobre o amor, nem que eu tento te esquecer e não consigo; não direi que fico feliz só em escutar sua risada e que sua voz é som mais bonito que já ouvi; não direi que é terrível a distância e mais terrível ainda amá-lo; não direi que me magoo com algo que nem devia me magoar, que tenho medo de não ser o bastante para você; não direi que todas essas frases que lhe ofereço são na verdade um pedido de socorro.

Não, eu não direi tudo isso.

Por hoje, fique com o meu "oi".

3 comentários:

  1. É bem isso que acontece...
    Primeiro texto que li e já me apaixonei.
    Que perfeição, Parabens e muito Sucesso Flor.

    http://quemdissejulieta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Terminei esse texto chorando que nem louca porque me descreveu em cada palavra. Nossa, MARAVILHOSO! Espero que cada vez mais pessoas acompanhem teu blog, leiam seus textos, são demais! PARABÉNS!

    www.blogmodelando.com

    ResponderExcluir
  3. Muito bom o texto, ao ler vi essa situação passando em minha mente.


    www.elaecrista.com

    ResponderExcluir